O que são os Clubes e Sociedades Negras?

 


De acordo com a definição de Oliveira Silveira e outros integrantes da Comissão Nacional de Clubes Sociais Negros: “Os Clubes Sociais Negros são espaços associativos do grupo étnico afro-brasileiro, originário da necessidade de convívio social do grupo, voluntariamente constituído e com caráter beneficente, recreativo e cultural, desenvolvendo atividades num espaço físico próprio”. Os Clubes e sociedades negras, existem bem antes do período abolicionista, como exemplo temos a Sociedade Beneficente Cultural Floresta Aurora, localizada em Porto Alegre- RS, que foi fundada em 1872, é o clube mais antigo do nosso país. Um dos objetivos principais do Clube era oferecer a comunidade negra um espaço de tranquilidade e lazer, visto que os clubes brancos não permitiam a entrada de pessoas negras. Em paralelo a isso, também desenvolviam ações beneficentes, como doação de alimentos, aulas de leitura e escrita, e a captação de recursos para o pagamento da liberdade de irmãos escravizados, auxílio nos funerais de seus associados e o total cuidado com seus dependentes. A luta contra a escravização e a discriminação racial também eram as reivindicações levantadas por essas sociedades.

Após o  Encontro Nacional dos Clubes Sociais Negros, em 2009, a Comissão Nacional de Clubes Sociais Negros, efetuou um pedido ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (IPHAN), para que reconhecesse os Clubes como Patrimônio Cultural imaterial do Brasil, após o pedido o IPHAN, decidiu efetuar um mapeamento de todos os clubes existentes no nosso país, o resultado ainda não foi divulgado.

FONTE: ESCOBAR, Giane Vargas. Clubes Sociais Negros: Lugares de Memória, resistência negra, patrimônio e potencial. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós Graduação Profissionalizante em Patrimônio Cultural, Universidade Federal de Santa Maria, RS, 2010